Café com Ufos
 
Livros - Lançamentos e Dicas de Leitura
 
Entrevistas com Autores
 
Fotos de OVNIs
 
Casos Ufológicos
 
Galeria de Fotos
 
Vídeos Ufológicos
 
 
 
 
Clima
 
 
O que esperar do segundo conjunto de dados do GAIA?
* Clique na imagem, para ampliá-la.

À espera do segundo catálogo de dados do Gaia.
Crédito: ESA

 

À medida que astrônomos de todo o mundo se preparam para explorar o segundo lançamento de dados do satélite Gaia, da ESA, o Consórcio de Processamento e Análise de Dados anunciou quantas fontes serão incluídas no novo catálogo, que será divulgado ao público no dia 25 de abril.

Lançado em dezembro de 2013, o satélite Gaia está catalogando mais de mil milhões de estrelas na nossa Via Láctea e em galáxias vizinhas, medindo as suas posições, paralaxes e movimentos próprios com um nível de precisão nunca antes atingido, muito abaixo de um milésimo de segundo de arco.

A paralaxe é um pequeno movimento na posição aparente de uma estrela provocada pela revolução anual da Terra em torno do Sol e depende da distância da estrela: com medições das posições e paralaxes estelares, os astrônomos podem posicionar as estrelas no espaço tridimensional. O movimento próprio é provocado pelo movimento real das estrelas através da Galáxia.

O Gaia está compilando o maior catálogo astrométrico já criado, permitindo investigações sobre a origem e evolução da Via Láctea. E mais: o satélite está também medindo brilhos e cores estelares e tem captado espectros das mais brilhantes estrelas do seu levantamento.

A muito aguardada segunda versão dos dados do Gaia vai conter a posição e o brilho no céu de 1.692.919.135 estrelas, bem como medições da paralaxe e movimento próprio de 1.331.909.727 estrelas.

Derivada de 22 meses de observações, entre 25 de julho de 2014 e 23 de maio de 2016, representa um grande avanço em relação ao primeiro lançamento de dados da missão. A primeira versão teve por base pouco mais de um ano de dados e listou posições de mais de um bilhão de estrelas, mas "apenas" dois milhões de paralaxes e movimentos próprios.

O segundo lançamento de dados do Gaia vai também incluir uma ampla gama de informações adicionais: as cores de 1,38 bilhão de estrelas (1.381.964.755 estrelas medidas em comprimentos de onda azuis - 330-680 nm - e 1.383.551.713 estrelas medidas em comprimentos de onda vermelhos - 640-1050nm); as velocidades radiais de 7.224.631 estrelas; informações sobre 550.737 fontes variáveis; uma estimativa da temperatura da superfície de 161.497.595 estrelas, a extinção - uma medida da quantidade de poeira ao longo da linha de visão - para 87.733.672 estrelas e o raio e luminosidade de 76.956.778 estrelas.

Mais perto de casa, o novo conjunto de dados vai conter a posição de 14.099 objetos conhecidos do Sistema Solar - principalmente asteroides -, com base em mais de um milhão e meio de observações.

 
 
+ Notícias
 
 
grafitecom@gmail.com | (51) 3249.3700 – 99924.5300