Café com Ufos
 
Livros - Lançamentos e Dicas de Leitura
 
Entrevistas com Autores
 
Fotos de OVNIs
 
Casos Ufológicos
 
Galeria de Fotos
 
Vídeos Ufológicos
 
 
 
 
Clima
 
 
Objeto suspeito de ser nave alienígena ganha velocidade
* Clique na imagem, para ampliá-la.
 

Oumuamua, o primeiro objeto interestelar descoberto no Sistema Solar, está se afastando do Sol mais rápido do que o esperado. Esse comportamento anômalo foi detectado por uma colaboração astronômica mundial, incluindo o Very Large Telescope da ESO (sigla em inglês para Observatório Europeu do Sul) no Chile...

Olivier Hainaut, um astrônomo do ESO, disse:
A verdadeira natureza deste enigmático nômade interestelar pode permanecer um mistério. O ganho de velocidade recentemente detectado pelo Oumuamua torna mais difícil rastrear o caminho que ele tomou de sua estrela casa extrassolar.
O Oumuamua foi descoberto usando o telescópio Pan-STARRS no Observatório de Haleakala, no Havaí...

'Oumuamua - o primeiro objeto interestelar descoberto dentro do nosso Sistema Solar - tem sido objeto de intenso escrutínio desde sua descoberta, em outubro de 2017. Agora, combinando dados do Very Large Telescope do ESO e outros observatórios, uma equipe internacional de astrônomos descobriu que o objeto está se movendo mais rápido do que o previsto...

A equipe, liderada por Marco Micheli (Agência Espacial Europeia), explorou vários cenários para explicar a velocidade mais rápida que a prevista para este visitante interestelar peculiar. A explicação mais provável é que o Oumuamua está liberando material de sua superfície devido ao aquecimento solar - um comportamento conhecido como "outgassing" (liberação de gás). Acredita-se que o impulso deste material ejetado forneça o pequeno mas constante impulso que está enviando o Oumuamua para fora do Sistema Solar mais rápido do que o esperado - a partir de 1º de junho de 2018, ele está viajando a aproximadamente 114.000 quilômetros por hora.

Tal liberação de gás é um comportamento típico dos cometas e contradiz a classificação anterior de Oumuamua como um asteroide interestelar...

A equipe testou várias hipóteses para explicar a mudança inesperada na velocidade. Eles analisaram se a pressão de radiação solar, o efeito de Yarkovsky, ou efeitos semelhantes ao atrito poderiam explicar as observações. Também foi verificado se o ganho de velocidade poderia ter sido causado por um evento de impulso (como uma colisão), por Oumuamua ser um objeto binário, ou por Oumuamua ser um objeto magnetizado. A teoria improvável de que Oumuamua seja uma espaçonave interestelar também foi rejeitada: os fatos de que a mudança suave e contínua na velocidade não é típica de propulsores e que o objeto está tombando sobre os três eixos falam contra ele ser um objeto artificial. Normalmente, quando os cometas são aquecidos pelo Sol, eles ejetam poeira e gás, que formam uma nuvem de material -f chamada de coma - ao redor deles, assim como a cauda característica. No entanto, a equipe de pesquisa não conseguiu detectar qualquer evidência visual de saída de gás.

"Não vimos poeira, coma ou cauda, o que é incomum", explicou a coautora Karen Meech, da Universidade do Havaí, EUA. Meech liderou a caracterização da equipe de descoberta de Oumuamua em 2017. "Acreditamos que o Oumuamua pode ejetar grãos de poeira grosseiramente grandes e incomuns". A equipe especulou que talvez os pequenos grãos de poeira que adornam a superfície da maioria dos cometas tenham sido erodidos durante a jornada de Oumuamua através do espaço interestelar, permanecendo apenas grãos de poeira maiores. Embora uma nuvem dessas partículas maiores não fosse brilhante o suficiente para ser detectada, isso explicaria a mudança inesperada da velocidade de Oumuamua.

Não só a hipótese de Oumuamua liberar gases é um mistério não resolvido, mas também a sua origem interestelar. A equipe executou originalmente as novas observações em Oumuamua para determinar exatamente seu caminho, o que provavelmente teria permitido rastrear o objeto de volta ao seu sistema estelar de origem. Os novos resultados significam que será mais desafiador obter essas informações.

 

Fonte: ovnihoje.com

 
 
+ Notícias
 
 
grafitecom@gmail.com | (51) 3249.3700 – 99924.5300