Café com Ufos
 
Livros - Lançamentos e Dicas de Leitura
 
Entrevistas com Autores
 
Fotos de OVNIs
 
Casos Ufológicos
 
Galeria de Fotos
 
Vídeos Ufológicos
 
 
 
 
Clima
 
 
Envelhecer com dignidade
* Clique na imagem, para ampliá-la.
 

Luis Roberto Scholl*

Em uma sociedade onde a estética do belo e do jovem é supervalorizada, os verdadeiros valores acabam esquecidos. Quanto mais se busca a "fonte da juventude" através da cosmética, da medicina ou outras formas terapêuticas, mais se esquece de procurar a "fonte da sabedoria".

Pessoas gastam muito dinheiro, diariamente, procurando esconder algo tão belo e natural, que são as marcas do tempo e das experiências. Enganam-se achando que aparentando juventude, mesmo que plastificada, serão mais valorizadas. Não que se deva abandonar o cuidado com a aparência e a beleza, mas é importante não cair no exagero extremado do culto ao corpo.

Cada dia da reencarnação deve ser glorificado como uma benção divina. Se na atual, atingiu-se uma idade avançada, graças aos cuidados e aos avanços científicos, isso deve ser comemorado e não escondido. A melhor maneira de agradecer a Deus pela vida é ser útil, dentro das possibilidades, até o último dos dias.

Para uma velhice digna, é necessário ter uma juventude e uma vida adulta com dignidade. Deve-se ampliar, constantemente, a lista de interesses, aprender coisas novas, desenvolver habilidades.

Na idade avançada, em vez de fazer várias coisas pela última vez, deve-se fazer inúmeras coisas pela primeira vez. Entusiasmar-se pela vida. Buscar afetividade nos familiares e, se não encontrar, buscar no próximo necessitado, nos vizinhos, nos amigos. Controlar as preocupações, abandonando esse mau hábito, pois muitas delas são demasiado banais, que não justificam a desarmonização. A fé religiosa que esclarece, conforta e consola deve fazer parte do cotidiano, tanto do jovem como do idoso.

A velhice é uma fase maravilhosa, excelente oportunidade para servir. É onde, com a sabedoria da experiência, repara-se danos cometidos na juventude, utilizando o tempo disponível para desenvolver atitudes que dão sentido à vida, plantando sementes que serão colhidas na espiritualidade e nas futuras reencarnações, pois todos somos herdeiros de nós mesmos.

O envelhecer deve ser encarado como uma escalada em uma montanha muito alta e íngreme: quanto mais alta, mais difícil se torna, mais cansado se fica, mas, com certeza, muito mais bela é a visão da paisagem.

 

*Escritor e palestrante espírita.

 
 
+ Notícias
 
 
grafitecom@gmail.com | (51) 3249.3700 – 99924.5300