Escolha uma Página

Filósofo diz que os humanos não estão prontos para fazer contato

Extraterrestres não teriam bons motivos para um contato oficial conosco.

Se os extraterrestres são reais e estão presentes na Terra, por que eles não pousaram no gramado da Casa Branca ou em frente às Nações Unidas? Por que eles não fizeram uma demonstração inequívoca como forma de anunciar sua presença?

Mesmo para os pesquisadores de OVNIs mais comprometidos, não temos uma boa resposta para essas perguntas. Eles acreditam em uma presença alienígena e acreditam que esses supostos visitantes apareceram em nossos céus por séculos, mas os avistamentos são frequentemente breves, e as supostas interações não são consideradas confiáveis ​​pela comunidade científica.

O filósofo Adrian Rudnyk olhou para a questão extraterrestre de uma perspectiva diferente. Usando metodologias filosóficas, ele analisou quais suposições podemos fazer sobre a inteligência extraterrestre e perguntou se faria sentido para uma civilização alienígena fazer contato direto com a humanidade. Sua conclusão é que uma espécie avançada teria bons motivos para evitar o contato direto, pelo menos por enquanto.

Rudnyk acredita que os humanos deixaram bem claro que nossa civilização não é avançada o suficiente para se juntar a uma comunidade galáctica. As conclusões de seu experimento de pensamento de anos em construção são cuidadosamente explicadas em uma nova publicação chamada “The Assessment: The Arrival of Extraterrestrials” (em português, “A AvaliaçãoA Chegada de Extraterrestres“.

Rudnyk obteve diplomas avançados em música e filosofia, tocou violino profissionalmente por muitos anos e tem pesquisado OVNIs desde os anos 1980. Ele e outros membros de sua família relataram experiências de encontros imediatos que datam de vários anos.

Fonte: ovnihoje.com

Confira nosso canal no Youtube!

Faça sua doação ao Fraternidade Cósmica!

Nosso grupo precisa do seu apoio para que possamos oferecer a vocês os melhores conteúdos e eventos sobre Ufologia e Espiritualidade! Qualquer ajuda é bem-vinda